Ser brega é um estado de alma

A breguice se dá quando alguém não sabe apreciar o que é bom, não retribui bons afetos, está sempre em busca de fazer uma crítica que deixa o outro constrangido, tem enorme dificuldade em elogiar e quer convencer todos de suas crenças, opiniões e estilo de vida.

A breguice é aquela “bondade” que esconde agressividade. Aquela enorme disponibilidade que, para valer, quer o controle.
Ser brega é uma maneira mesquinha de estar no mundo. É a ironia e o sarcasmo fora do contexto. É a agressividade passiva que permeia a comunicação de muitos.

O contrário, ser elegante, é ser livre e aceitar a liberdade do outro, de fato. É não usar dois pesos e duas medidas para defender e acusar. É evitar a máxima: “aos amigos tudo, aos indiferentes nada.”

Elegante é dar-se conta que é preciso cuidar da própria humanidade para cuidar do próximo.

Elegante é caber nos seus sapatos e sentir-se bem, merecedora e determinada.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.