O amor e sua reservas

Há aqueles que não suportam conviver com a própria incerteza e imprevisibilidade. Para tudo e, a todo momento, querem explicações para o que não tem explicação.
Assim, requerem do outro, da mesma forma, certezas, garantias e permanentes revelações do que pensa e faz. Às vezes, não buscam as razões do outro, mas sim a reafirmação das próprias certezas.
Nas relações amorosas, é muito comum a necessidade de possuir a vida do outro e de entender que o amor verdadeiro precisa de todas as certezas e “verdades”.

Por mais que duas pessoas se amem é preciso que saibam preservar aquilo que pertence à intimidade de cada um. Algo que não é para ser revelado e discutido. São os segredos pessoais, e a existência desse espaço nada tem a ver com desamor ou mentiras, mas, sim, com aquilo que temos o direito de preservar em nós.
Claro, só a maturidade do amor sustenta amar o outro e seus espaços secretos.

A isso se chama de respeito.

Fonte: Blenda Oliveira

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.