Manjericão e alecrim, duas ervas reconhecidamente benéficas

Se tem duas ervas que admiro muito é manjericão e alecrim! Da mesma família de ervas reconhecidamente benéficas por seus componentes nutricionais (incluindo hortelã e orégano), ambas têm sabores que fazem a diferença em diversos pratos, como molhos e assados, que não faltam em nosso cardápio em casa.
Aos que levam um estilo alimentar paleo, LowCarb, Mediterrâneo, essas são boas opções de para integrar as refeições!
Isso porque além do gosto, há benefícios, que os tornam mais atrativos ainda. Idealmente essas ervas devem ser utilizadas frescas, ou seja, em folhas.
Ricos em vitamina K, também possui minerais como o manganês, que fortalece os sistemas nervoso e imunológico. Podem contribuir com a regulação de açúcar no sangue. Possuem compostos antioxidantes e há ainda presença de ferro, cálcio e vitamina B6.

O manjericão possui propriedades antiinflamatórias, analgésicas, antipirético (redutor de febre), podendo ainda proteger o organismo do câncer, como de pele, oral, de fígado. O alecrim pode contribuir com a memória e com alivio de dores musculares.
Manjericão e alecrim são ainda matéria-prima dos chamados óleos essenciais, elementos que detêm importantes propriedades terapêuticas tanto físicas quanto mentais (como no suporte ao manejo do estresse, por exemplo). Procure incluir essas ervas em sua rotina alimentar.

Se pensarmos em cada uma delas, pode ser que não se observe um grande impacto na saúde do organismo. Mas, dentro de um contexto alimentar, ou seja, somada aos demais elementos de um prato saudável, composto com comida de verdade, de preferência orgânica (livre de agrotóxicos, transgênicos e toda a sorte de produtos químicos oriundos dos processos da indústria alimentícia), certamente nosso corpo se beneficiará e muito!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.