Conheça 10 alimentos que ajudam a controlar a pressão arterial

No mês passado, no dia 26 de abril foi o Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial. A data foi criada para chamar a atenção para a doença, que é o mais importante fator de risco para o desenvolvimento de problemas cardíacos e vasculares. No Brasil, há mais de 30 milhões de hipertensos. Conheça os alimentos que ajudam a reduzir a pressão, segundo os nutricionistas.

Esse tipo de gordura aumenta a síntese de substâncias vasodilatadoras, tais como o óxido nítrico, e inibe a ação de receptores responsáveis pelo aumento da pressão. Recomendável o consumo de 300 gramas de peixes ricos em ômega 3, como sardinha, salmão e atum, por semana.

Peixes ricos em ômega 3

Esse tipo de gordura aumenta a síntese de substâncias vasodilatadoras, tais como o óxido nítrico, e inibe a ação de receptores responsáveis pelo aumento da pressão. Recomendável o consumo de 300 gramas de peixes ricos em ômega 3, como sardinha, salmão e atum, por semana.

Fonte de carboidratos e nitratos, tem sabor adocicado e também pode ajudar a manter a pressão estabilizada.

Beterraba

Fonte de carboidratos e nitratos, tem sabor adocicado e também pode ajudar a manter a pressão estabilizada.

Têm reduzido teor de gorduras saturadas e são fontes de proteínas, cálcio e potássio.

Laticínios magros

Têm reduzido teor de gorduras saturadas e são fontes de proteínas, cálcio e potássio.

Fonte de fitoquímicos, vitamina C e ácido fólico. Seu consumo reduz a incidência de hipertensão.

Morango

Fonte de fitoquímicos, vitamina C e ácido fólico. Seu consumo reduz a incidência de hipertensão.

Damasco, uva passa e ameixa preta têm elevado teor de potássio, mineral que atua no controle da hipertensão.

Frutas secas

Damasco, uva passa e ameixa preta têm elevado teor de potássio, mineral que atua no controle da hipertensão.

Oleaginosa fonte de antioxidantes como o selênio. Também tem magnésio, que, em associação com o cálcio, ajuda a controlar a pressão. Também pode melhorar a resistência à insulina. São indicados ainda outros frutos secos, como pistache, amendoim, macadâmia, nozes e amêndoas.

Castanha do Pará

Oleaginosa fonte de antioxidantes como o selênio. Também tem magnésio, que, em associação com o cálcio, ajuda a controlar a pressão. Também pode melhorar a resistência à insulina. São indicados ainda outros frutos secos, como pistache, amendoim, macadâmia, nozes e amêndoas.

Esse alimento não funciona como estratégia para reduzir a pressão para todo mundo, apenas para as pessoas mais sensíveis.

Alho

Esse alimento não funciona como estratégia para reduzir a pressão para todo mundo, apenas para as pessoas mais sensíveis.

O romã é rico em antioxidantes com propriedades anti-inflamatórias, que provavelmente são responsáveis pelo seu efeito hipotensor. Para conseguir o efeito benéfico, é bom consumir 150 ml do suco de romã.

Romã

O romã é rico em antioxidantes com propriedades anti-inflamatórias, que provavelmente são responsáveis pelo seu efeito hipotensor. Para conseguir o efeito benéfico, é bom consumir 150 ml do suco de romã.

O consumo diário de 30 ml de azeite de oliva extra virgem é associado à regulação da pressão.

zeite de oliva

O consumo diário de 30 ml de azeite de oliva extra virgem é associado à regulação da pressão.

O consumo do chocolate com quantidade mínima de 70% de cacau mostrou ter efeito a curto e longo prazo, pois as consequências protetoras são observadas após 2 horas e por até 2 semanas. Consumo recomendado de 40 gramas de chocolate amargo.

Cacau

O consumo do chocolate com quantidade mínima de 70% de cacau mostrou ter efeito a curto e longo prazo, pois as consequências protetoras são observadas após 2 horas e por até 2 semanas. Consumo recomendado de 40 gramas de chocolate amargo.

Fonte: estadão.com.br

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.