A alegria evita mil males e prolonga a vida

A alegria – segundo sua definição no dicionário – significa “estado de vivo contentamento, de júbilo, de um acontecimento feliz”. Embora concorde com este esclarecimento, há muito mais que isto. Ela se demonstra a cada ser humano de formas diferentes. Da maneira que cada um percebe a vida e seus momentos.

Se esperamos que ela seja uma constante, sem interrupções, de certo que vamos ter mais ausência de alegria do que a presença dela. Não por não estar lá, mas por a limitarmos, por a condicionarmos a fatos, a grandes conquistas e coisas. Há ainda quem assimile estado de alegria a atitudes como beber, comer, usar drogas e etc.. Buscam em diferentes fontes uma forma de ativar em seu interior este sentimento e, quando o efeito passa, quando a festa acaba – quando tudo volta ao “normal” – é como se restasse apenas uma espécie de ressaca emocional, de vazio.

A verdadeira alegria é leve, não nos torna prisioneiros, simplesmente transborda de dentro, traz paz e liberdade. Não se precisa de muito pra senti-la. Ser feliz não é ser isento de problemas. Porque dificuldades fazem parte de nossa vida e podemos traduzi-las como oportunidades de evoluirmos e de darmos valor aos momentos de alegria.

Por isso sermos gratos está intimamente ligado ao nível de alegria que há em nossa vida. Esta conexão permite que atinjamos um estado vivo de contentamento simplesmente porque acordamos, respiramos e estamos vivos.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.