A carência do ferro é um problema

fonte

Que ataca principalmente as mulheres. Resulta em anemia, cansaço e palidez. Mas pode ser solucionado, muitas vezes sem remedios. Basta comer os alimentos certos.

O papel do ferro em nosso organismo – Esse metal tem extrema importância em nosso metabolismo. Vive sempre conectado a uma proteina. É responsável, por exemplo, pelo transporte do oxigênio dos pulmões para todos os órgãos do nosso corpo. Influi na produção de hemoglobina (pigmento que compõe os glóbulos vermelhos e dá cor ao sangue). Também participa da síntese da mioglobina, que transporta o oxigênio para os músculos. Em resumo, tem uma função vital para a nossa saúde. Sabiamente, nosso organismo armazena ferro no figado, no baço. Essa reserva também é feita pelo reaproveitamento do ferro deixado pelos glóbulos vermelhos depois que sua vida útil termina.

A deficiência de ferro resulta em palidez, falta de ar, diminuição da nossa capacidade durante esforços físicos, redução da nossa performance intelectual e é capaz de baixar nossas defesas, deixando-nos mais expostos às infecções.

OS ALVOS MAIS ATINGIDOS

  • Crianças entre 4 e 6 anos.
  • Meninas na puberdade.
  • Uma em dez mulheres em idade de procriar.

Basicamente, dois tipos de problemas são responsáveis pela carência de ferro: ingestão alimentar insuficiente de alimentos que contenham esse metal e perdas excessivas no caso de ferimentos, úlceras e hemorroidas.

Em tese, uma rotina alimentar normal deveria ser capaz de suprir nossas necessidades de ferro. Acontece que nosso organismo consegue assimilar apenas uma pequena parte do ferro contido nos alimentos. Essa assimilação é ainda menor quando o regime alimentar é vegetariano. Nosso organismo absorve apenas 5% do ferro contido nos vegetais. Ao passo que assimila 25% do que alguns alimentos de origem animal (carnes, peixes, etc.) contem.

E vale lembrar que uma mesma refeição pode ter alimentos que agem positivamente na assimilação do ferro e outros que atuam de maneira negativa. Por exemplo.

  • A vitamina C ativa a absorção de ferro de origem vegetal. Por exemplo: se a salada de alface for temperada com limão, o ferro que ela contém é melhor assimilado.
  • Uma refeição vegetariana deixará maior quantidade de ferro no seu organismo se for acompanhada por um suco de laranja.
  • Já os taninos do chá e do café e o cálcio impedem a absorção do ferro. Os nutricionistas recomendam que a se sua refeição foi pobre em carnes, é bom evitar tomar chá ou café.

A s nessecidades nem sempre são iguais

A quantidade de ferro que cada pessoa precisa varia conforme o sexo e a idade. Homens, em geral, precisam de 1mg/dia. As mulheres, entre a puberdade e a menopausa, precisam de 2mg/dia para compensar o que é perdido nos períodos menstruais. E mais: as necessidades são maiores se o fluxo for abundante. Os adolescentes precisam de 2,5mg/dia para enfrentar o período de crescimento.

As gestantes são as que mais precisam de ferro, principalmente na segunda metade da gravidez; a cota delas é de 2,5mg a 5mg/dia. O ferro é necessário para assegurar a produção da placenta, dos tecidos do feto e o aumento constante da massa de sangue(que cresce cerca de 500mg durante a gravidez).

ALIMENTOS RICOS EM FERRO

02_mvg_mul_sushi.jpg

Abobora moranga, Brócolis, Açúcar mascavo, Amendoim torrado Bonito(peixe), Rosbife (carne), Carne de frango, Flocos de cereais, Couve-manteiga, Espinafre, Feijão branco, Lentilha cozida, Lentilha seca crua, Figado de boi (cru).

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *